Comunistas.info
Comunistas.info
Comunistas.info
INSCRI«√ONEWSLETTERLINKSCONTACTOS.
QUEM SOMOS
ACTUALIDADE
-
26 DE MARÇO DE 2007, SEGUNDA FEIRA
Jornal de Notícias
Renovadores comunistas já são associação
Foi ontem a eleição dos orgãos socais da Renovação em ambiente marcado pelo optimismo e vontade de alargamento
Registada em "letra de lei" e com órgãos sociais eleitos, a Renovação Comunista (RC) deixou ontem de ser "uma espécie" de associação e comprometeu-se a partir à conquista de outros camaradas que rejeitam "os dogmas" do PCP. "Deixámos de ser 'uma espécie' de associação para passar a ser uma associação constituída em letra de lei", congratulou-se o novo presidente do Conselho Nacional da RC, Carlos Brito, numa alusão ao programa dos "Gatos Fedorentos" que fez rir os restantes camaradas.

Numa sala pequena do Fórum Lisboa, 36 elementos da Renovação Comunista reuniram-se para discutir as linhas programáticas e eleger os órgãos sociais da Renovação Comunista, para um mandato de três anos. Houve apenas um voto em branco.

Com lista √ļnica, Carlos Brito foi eleito presidente do Conselho Nacional, e considerou que a RC tem agora "mais condi√ß√Ķes" para "ir a terreiro" e agregar outros comunistas que partilham da vis√£o dos renovadores.

O médico Paulo Fidalgo foi eleito presidente da direcção, na mesma lista A, com outros nomes como João Semedo, deputado independente eleito pelo BE, João Cunha Serra, Nídia Zózimo e Cipriano Justo, que era até ontem o porta-voz da associação.

"Actuar para que a esquerda não tenha comportamentos de capela, de igreja, de seita, com vários grupos digladiando-se entre si" e "abrir caminho para uma discussão que permita a convergência e a formação de compromissos" são os objectivos da RC, disse Paulo Fidalgo.

Paulo Fidalgo acrescentou que a diferença entre os renovadores e os militantes do PCP é a insatisfação face ao "sectarismo" e ao programa actual daquele partido. "Nós não estamos satisfeitos com a solução de programa, o espírito actual, com a orientação actual bastante sectária e dogmática que a direcção do PCP tem", disse.

O movimento que deu origem à actual Renovação Comunista nasceu em 2000, agregando na altura centenas de militantes do PCP que exigiam mudanças de rumo e de estratégia do partido.

João Amaral e Edgar Correia, que já morreram, eram os principais dinamizadores. "Qual é o nosso paradigma? Defendemos que tipo de democracia? Que tipo de partido comunista somos nós? Qual é a nossa posição sobre a propriedade e a riqueza?", questionou um dos presentes durante o debate na reunião.


 
Rumo ao desastre
Enviado por António Sousa, em 30-03-2007 às 12:36:03
Gostaria de saber se esta foto foi tirada num velório, é que esta todo com cara de enterro!ss
Assim mesmo é que é!!!
Enviado por Marmorto, em 27-03-2007 às 08:47:53
força Kamaradas!!!s

O seu coment√°rio
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório

Digite em baixo os caracteres desta imagem

Se tiver dificuldade em enviar o seu coment√°rio, ou se preferir, pode enviar para o e-mail newsletter@comunistas.info.