Comunistas.infoComunistas.infoComunistas.info
QUEM SOMOS
ACTUALIDADE
-
14 DE MAIO DE 2012, SEGUNDA FEIRA
Newsletter em tempos interessantes
A nossa Newsletter aproveita-se do vendaval eleitoral na Europa para colocar na mesa interrogações e lançar o debate do que pode vir a ser o laboratório político que ficou de certa maneira montado.
É claro que queremos que tudo o que se está a passar seja discutido.
Até porque é demais surpreendente que a esquerda não o esteja a fazer em Portugal.

E isto não pode ficar assim, ocultado, debaixo de um qualquer tapete, num qualquer centro de trabalho.

Então há crescimento da esquerda, a que os jornalistas chamam radical, não percebendo ou tentando descredibilizar o que são forças profundamente enraizadas na sociedade e portadoras de um projecto transformador com o mínimo de credibilidade para merecer a confiança de tantos eleitores. Falamos do Partido Comunista Francês e do Synaspismos da Grécia.

E há crescimento da esquerda à esquerda dos partidos socialistas mais tradicionais, ao mesmo tempo que se dão importantes passos de convergência com esses socialistas ou se aceita negociar com eles soluções de governo que ajudam a entrever uma nova realidade política na Europa. Crescimento e convergência, duas vertentes que por cá se têm erigido em paradoxo inconciliável, mas que vem mergulhando o país no impasse político no que ao panorama da esquerda diz respeito.

Crescimento, convergência, governabilidade, tudo tem de ser e deve ser discutido.

E é claro, devem também ser discutidas as teses sobre a União Europeia, os que a querem mudar e os que a querem desmembrar por a considerarem insusceptível de transformação. Preferem sair dela em vez de a enfrentar, pode alguém dizer, recordando outras discussões antigas no campo comunista, como a participação em eleições antes do 25 de Abril ou a participação por dentro nos sindicatos fascistas. Há nestes casos diversos, diversas circunstâncias e, como ensinava Lenine, quando as circunstâncias mudam, a nossa linha deve ser rediscutida e reelaborada, recusando o fixismo sob pena do movimento deslizar para a abstracção política. São diferentes os contextos, mas ainda assim há algo na teoria política que pode ser realçado como atitude: os comunistas existem para resolver problemas e não para os ignorar ou fugir deles.

Esperemos que a discussão frutifique.

Para já, a Renovação Comunista está a envidar esforços para que o assunto tenha mais desenvolvimento num debate em Lisboa a 31 de Maio, em local e hora a anunciar.


 
Dia da reunião
Enviado por Fernando Gregório, em 14-05-2012 às 16:24:49
Caros amigos propunha a reunião para outro dia no sentido de que muitos camaradas que vivem como eu (Portimão) pudessem participar sem faltar ao trabalho. porque não a um Sábado!

F. Gregório

O seu comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório

Digite em baixo os caracteres desta imagem

Se tiver dificuldade em enviar o seu comentário, ou se preferir, pode enviar para o e-mail newsletter@comunistas.info.