Comunistas.infoComunistas.infoComunistas.info
QUEM SOMOS
ACTUALIDADE
-
11 DE MAIO DE 2012, SEXTA FEIRA
André Freire
A Esquerda Radical em Portugal
Ainda este semestre, mais precisamente até Junho de 2012, aguarda-se a edição pela editora «Cavalo de Ferro» do seguinte livro da autoria de Luke March (um politólogo escocês, especializado em estudos sobre a esquerda radical na Europa, e em estudos sobre o comunismo, a URSS e a Ucrânia), e de André Freire: A Esquerda Radical em Portugal e na Europa – Marxismo, Mainstream ou Marginalidade?, Lisboa, Cavalo de Ferro, 2012.



Introdução
Ainda este semestre, mais precisamente até Junho de 2012, aguarda-se a edição pela editora «Cavalo de Ferro» do seguinte livro da autoria de Luke March1 (um politólogo escocês, especializado em estudos sobre a esquerda radical na Europa, e em estudos sobre o comunismo, a URSS e a Ucrânia), e de André Freire: A Esquerda Radical em Portugal e na Europa – Marxismo, Mainstream ou Marginalidade?, Lisboa, Cavalo de Ferro, 2012.

O livro, escrito a duas mãos, teve origem em duas comunicações apresentadas pelos autores na conferência internacional sobre «A Esquerda Europeia: Realizações, Falhanços e Desafios», a qual teve lugar no ISCTE-IUL em 26/1/2012. A conferência contou com a participação de académicos (os dois autores, Wofgang Merkel, Franco Cazzola, Marina Costa Lobo, Marco Lisi, etc.), políticos (deputados e outros dos vários partidos de esquerda, BE, PCP e PS), sindicalistas e activistas de diferentes movimentos sociais (ILGA-Portugal, UMAR, M12M, UGT, Cientistas Sociais por um Mundo Melhor, etc.), tendo registado também uma extensa participação do público interessado no tema. Recordem-se ainda os apoios à realização da conferência pelo ISCTE-IUL, pela Fundação Friedrich Ebert, pela Cavalo de Ferro e pelo Núcleo de Alunos de Ciência Política do ISCTE-IUL. Tendo em conta a publicação recente do livro de Cazzola, Franco (2011), O Que Resta da Esquerda? Mitos e Realidades das Esquerdas no Governo, Lisboa, também pela Cavalo de Ferro (e com posfácio de André Freire), sempre foi objectivo dos organizadores da conferência fazer um livro sobre a esquerda radical que incorporasse os contributos de Luke March, que escreve sobre a esquerda radical europeia numa perspectiva comparativa, e de André Freire, que escreve sobre a esquerda radical portuguesa numa perspectiva longitudinal, sobretudo 1974-presente data.

Depois de uma introdução da autoria dos dois autores, onde se analisa a importância da esquerda radical na Europa do após a segunda guerra mundial e, sobretudo, após o fim da guerra fria (1989-1991), e se discorre sobre as lacunas que este livro pretende colmatar, Luke March assina o primeiro capítulo da obra. Nesse capítulo 1, intitulado «Os partidos da esquerda radical europeia depois da crise: marxismo, mainstream ou marginalidade», o autor começa por apresentar uma tipologia da esquerda radical europeia (dividida sobretudo em “esquerda radical” e “extrema-esquerda”, mas com divisões adicionais em várias subfamílias) onde enquadra os vários partidos da esquerda radical, dos vários países da Europa (Ocidental e Central e de Leste). Além disso, o autor analisa ainda vários outros tópicos nesse primeiro capítulo: as mutações ideológicas e organizacionais da esquerda radical na Europa depois da queda dos regimes do “socialismo realmente existente”; as causas do sucesso ou do fracasso eleitoral da esquerda radical; a base social de apoio da esquerda radical; os programas da esquerda radical e o seu impacto; a participação governativa da esquerda radical e os seus efeitos eleitorais; as redes transeuropeias da esquerda radical; a esquerda radical e a (“oportunidade desperdiçada?” com a) crise.

Por seu lado, no capítulo 2, intitulado «A Esquerda radical em Portugal», André Freire discorre sobre os seguintes tópicos: prismas teóricos para a análise da esquerda radical; o contexto político e institucional onde se move a esquerda radical portuguesa, sobretudo desde a instauração da democracia, e os efeitos que tais contextos tiveram e têm no perfil da esquerda radical; as mutações ideológicas e organizacionais da esquerda radical portuguesa (PCP, mais os seus satélites/aliados, e BE) antes e depois da queda dos «regimes do socialismo realmente existente»; os partidos da esquerda radical portuguesa do ponto de vista organizacional; as bases sociais e ideológicas do eleitorado da esquerda radical em Portugal; o potencial de coligação da esquerda radical portuguesa em perspectiva comparativa.

Apresentada uma visão global do livro, terminamos este contributo para a Newsletter da «Renovação Comunista» (RC), Abril 2012, agradecendo ao Cipriano Justo e à RC o convite para escrever esta peça. Aproveitamos ainda para agradecer a vários amigos (Cipriano Justo, Henrique Sousa, Marco Lisi e Carlos Cunha) a leitura e comentário do capítulo 2 do livro, que muito nos ajudaram a melhorar a qualidade do mesmo.


1 Professor de política Soviética e Pós Soviética, Director do Princess Dashkova Russia Centre, Politics and International Relations, School of Social and Political Science, University of Edinburgh. Ver mais sobre o autor em: http://www.pol.ed.ac.uk/staff_profiles/march_luke


André Freire é Politólogo, Professor do ISCTE-IUL (Instituto Universitário de Lisboa) e Investigador do CIES-IUL (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia)


 
Fundamental aparecer informação alternativa!
Enviado por Paulo Silveira, em 14-05-2012 às 22:07:30
Até que enfim se produz alguma literatura alternativa as escolas de direita que tem esmagado o audiovisual nos últimos anos ( seguindo as praticas da escola de Chicago ).
E fundamental acabar com as políticas monetaristas destes falcões que assaltaram o poder em Portugal, com base em mentiras e manipulações do eleitorado, e que se preparam para vender o pais ao desbarato e implementar uma política de autentica escravatura laboral.

O seu comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório

Digite em baixo os caracteres desta imagem

Se tiver dificuldade em enviar o seu comentário, ou se preferir, pode enviar para o e-mail newsletter@comunistas.info.