Comunistas.infoComunistas.infoComunistas.info
QUEM SOMOS
ACTUALIDADE
-
15 DE AGOSTO DE 2012, QUARTA-FEIRA
A Renovação Comunista solidariza-se com a resistência das populações do Interior
A associação Renovação Comunista promoveu, a 14 de Agosto, um jantar convívio, com associados e amigos, em Alcoutim. O presidente da direcção Paulo Fidalgo esteve presente e proferiu uma intervenção de fundo onde pôs em evidência as péssimas consequências sociais e regionais da política de austeridade do governo Passos Coelho e defendeu a convergência dos partidos e forças de esquerda para a construção de uma alternativa democrática ao actual executivo e à sua política de desastre nacional.
Nesta perspectiva, apreciaram-se várias questões específicas, como a participação no Congresso Democrático das Alternativas, marcado para 5 de Outubro, outras eventuais manifestações para celebrar a mesma data e as próximas eleições autárquicas.

Foi assinalado a passagem de 10 anos sobre as sanções decretadas, em Julho de 2002, pela direcção do PCP contra Edgar Correia, Carlos Luís Figueira e Carlos Brito, e salientado que o tempo decorrido deu razão ao movimento renovador de que eram na altura destacados activistas juntamente com João Amaral, também sancionado com a exclusão das listas da CDU.

Os participantes no jantar evocaram e prestaram homenagem à memória de dois dos principais fundadores da Renovação Comunista, João Amaral, falecido em Janeiro de 2003, e Edgar Correia, falecido em Abril de 2005.

Ao realizar este jantar convívio em Alcoutim, a Renovação Comunista quis chamar a atenção para a gravíssima situação do interior do país a partir de um município, que apesar de já duramente flagelado pela desertificação, o Governo não hesita em querer sujeitar a novos sacrifícios que vão agravar e provocar mais abandonos de população.

Depois de ter respondido com um não, que pretende definitivo, a duas das mais caras aspirações do concelho e de todo o Baixo Guadiana – a ponte Alcoutim-Sanlúcar e o prolongamento do IC 27 até Beja – o Governo fecha e prepara-se para encerrar novos serviços públicos. Foi encerrado há poucos dias o posto da Segurança Social, em Martinlongo, e desencadeados os preparativos para acabar com a estação dos CTT, em Alcoutim. Além destes, a ameaça de encerramento está pendente sobre outros serviços públicos indispensáveis a uma população que dista cerca de 40 quilómetros de qualquer outra sede de concelho.

Os membros do actual Governo parecem tão estrangeiros como os da troika, não conhecem minimamente o país e, além das suas subordinações aos grandes interesses, não são capazes de medir as consequências dos seus actos.

A política regional do Governo de Passos Coelho é tão desastrosa como a sua política social. Se esta está a matar o Estado Social, aquela está a matar o país a começar pelo interior.

A Renovação Comunista solidariza-se com a resistência das populações do Interior às medidas de austeridade cega do Governo. Ao mesmo tempo, aplaude e apoia aqueles que perante a insensibilidade dos governantes não desistem de trabalhar para valorizar as belezas a as potencialidades para o desenvolvimento das suas terras, concelhos e regiões.

Alcoutim, 14 de Agosto de 2012


 

O seu comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório

Digite em baixo os caracteres desta imagem

Se tiver dificuldade em enviar o seu comentário, ou se preferir, pode enviar para o e-mail newsletter@comunistas.info.