Comunistas.infoComunistas.infoComunistas.info
QUEM SOMOS
ACTUALIDADE
-
24 DE JULHO DE 2013, QUARTA-FEIRA
A Renovação Comunista e as próximas eleições autárquicas na cidade do Porto
As próximas eleições autárquicas revestem-se de particular importância, não só no que diz respeito à cidade do Porto mas, também, pelas implicações que os seus resultados terão na situação política do país.
Nos últimos 12 anos a nossa cidade foi governada pela coligação de direita PSD/CDS com manifesto desprezo pelos portuenses, sobretudo pelos mais pobres e carenciados. Nem os passos dados no sentido do equilíbrio das contas do município, que não se contestam e devem ser prosseguidos e consolidados, nem as tímidas medidas de recuperação urbana levadas a cabo, podem esconder ou fazer ignorar a politica discriminatória e persecutória em relação à pobreza e à exclusão social que tem sido praticada. Desse ponto de vista Rui Rio foi dos mais reaccionários Presidentes de Câmara que o Porto conheceu, traço esse também evidenciado na ostensiva subvalorização da cultura em favor do divertimento e do espectáculo, ao jeito do "pão e circo" para o povo tão caro à direita mais extremada.

Mas se a herança de Rui Rio é negativa, a perspectiva que se nos apresenta com os candidatos do PSD e do CDS já no terreno, agravá-la-ia. A sair vencedora qualquer destas candidaturas, não só iriam prosseguir as mesmas políticas, como se lhes acrescentaria a demagogia e o populismo ou a pseudo competência e pretensa equidistância dos falsos independentes.

Por outro lado, não podemos ignorar que as próximas eleições autárquicas se vão realizar num contexto de grave crise económica, social e política em que o país se encontra, em grande parte causadas por acção deste governo PSD/CDS, que tem nos seus dois candidatos zelosos seguidores. Por isso, derrotar os candidatos de direita no Porto será, sem qualquer dúvida, um importante contributo para derrotar e apressar a demissão do governo Passos Coelho/Paulo Portas.

Ciente da importância de que se iriam revestir estas eleições autárquicas, a Renovação Comunista cedo procurou intervir, por diversas formas, no sentido de ajudar a concretizar a convergência do PS, do PCP e do BE numa candidatura única e abrangente. Desde logo, promovendo nos princípios de 2012 um Encontro que contou com a presença, entre outros, do PS, do BE e do MIC ( embora convidado, o PCP não se fez representar ). No referido Encontro, Manuel Pizarro, ainda sem candidatura anunciada, assumiu estabelecer contactos com as demais forças politicas tendo em vista aquele objectivo.

Apesar dos esforços desenvolvidos ao longo do tempo, não só pela Renovação Comunista mas também por outras organizações politicas e figuras publicas da cidade, não foi possível a desejada convergência na acção. Deve salientar-se que Manuel Pizarro, cumprindo a palavra, apelou publicamente e de forma repetida, à concretização de uma lista única de convergência, não sendo secundado neste objectivo nem pelo PCP nem pelo BE que decidiram apresentar candidaturas próprias.

Não estando em causa a autonomia de decisão das forças politicas, a Renovação Comunista entende que sem estar assegurada a derrota das candidaturas de direita qualquer projecto politico alternativo não passa de pura abstracção. Assim, e considerando que o candidato do PS, Manuel Pizarro, é indiscutivelmente o que tem melhores condições para derrotar os candidatos de direita, o Núcleo do Porto da Renovação Comunista decide manifestar-lhe publicamente o seu apoio e apelar ao voto na sua candidatura.

Porto, 19 de Julho de 2013
O Núcleo do Porto da Renovação Comunista


 

O seu comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório

Digite em baixo os caracteres desta imagem

Se tiver dificuldade em enviar o seu comentário, ou se preferir, pode enviar para o e-mail newsletter@comunistas.info.